Pare de dizer que o amor tem regras!

by - agosto 03, 2012



As pessoas inventam demais e acumulam regras onde não tem. De onde vocês tiraram que pra amar alguém tem que ter regras? Se sentir falta, liga. Mas se não sentir nada, fica na sua. Doi. Tudo em mim se tornou doloroso demais. Eu cansei desse falso amor. Amar não é assim. Amar não é doloroso. Amar não é simplesmente chegar, conquistar e dizer adeus.

Porque quem ama não vai embora. Quem ama, permanece. Quem ama não reclama das circunstâncias e nem duvida das que poderiam haver. Quem ama não duvida do outro. Quem ama tem atitude. E se você não tem atitude, você não ama. É certa aquela frase "Difícil não é lutar por aquilo que se quer, e sim daquilo que se mais ama. Eu desisti. Mas não pense que foi por não ter coragem de lutar, e sim por não ter mais condições de sofrer".

Eu não tenho condições de detalhar mais o tão idiota amor. É, nunca sobrevivi sequer a uma luta, sem ser derrotada. A coisa que mais me deixa aliviada é que mesmo na tentativa de ir atrás, eu sei que no fundo eu tentei. Tentei ser eu o tempo todo, porque eu sabia que essa era a coisa certa a fazer. Não desisti nunca de quem eu sou. Eu fui atrás. Mas ir atrás demais também cansa. No amor, os dois têm que lutar pra sobreviver a um sentimento. Se você não luta, não vou ficar segurando-o sozinha. Porque isso doi. Isso cansa.

Não, por hoje não tem mais você. Não tem mais aquele calor e a vontade de te abraçar. O sofrimento que poderia ter me colocado ainda mais pra baixo, está me levantando. Porque a vida sempre te dá mais uma chance, mas é você que escolhe, se fica aí deitada na cama o tempo todo chorando por alguém que não mexe nem um palito sequer por você, ou se levantar e erguer a cabeça. Porque o mundo não é só de falso amor. O mundo é lindo.

E mesmo que doa em mim, eu saberei que algo significou bastante. Sim, eu não vou mais lutar por você. O sofrimento que você me causou, mesmo sem perceber, me fez lembrar de quem eu sou de verdade. Eu posso ser sim essa menina tão sonhadora e boba, bastante sensível até, mas por dentro de mim tem alguém que você não conhece. Um alguém forte e que tenta ser melhor a cada dia, um alguém que tenta ser mais madura.

E a partir de hoje, depois de escrever esse último texto sobre você, eu resolvi tomar a iniciativa de ser um alguém melhor. Um alguém com iniciativas. Porque mesmo que eu esteja desistindo de você, eu sei que tentei. Mas desculpa mesmo se essa dor se tornou mais forte do que a minha vontade de lutar por você. Tem certos momentos em que é preciso dizer que é o fim, mesmo se esse fim não tivesse nem meio e muito menos um início.

Você foi um amigo e tanto, mas sei que tudo isso acabou hoje, depois de eu perceber que não bastava mais a minha presença, porque eu sei que você se acostumou com a minha ausência. Aliás, quando você realmente precisou de mim? Acho que todo esse tempo eu estive errada.

Agora não importa mais. Nada mais de escrever mensagens, nem te ligar. Nada mais em procurar você. A partir de hoje vou estar longe de você e conhecer pessoas novas. E eu espero mesmo que daqui pra frente eu me torne uma pessoa melhor e menos sentimental.

Adeus, meu querido. Essas são as últimas palavras que eu digo a alguém que nunca foi meu. E nunca será!

You May Also Like

1 comentários

  1. Que lindo texto. É isso mesmo, não devemos tratar como prioridade quem nos trata como opção.

    naoseavexe.blogspot.com

    ResponderExcluir