Prazer, Vida!

by - agosto 31, 2012





Vi a felicidade plena. Tudo era perfeito, não existia erros, não existia mentiras e muito menos desamor. Tudo era tão lindo, quando, na verdade, tudo aquilo era um sonho. Percebi, conversando com um amigo, que a gente deve pensar duas vezes antes de falar qualquer coisa. Na verdade - três ou quinhentas vezes - se for preciso.

Pessoas são pessoas e sentem dor facilmente, mesmo que demonstrem frieza no olhar. E foi nas aulas de economia (acreditem: ele é economista mesmo, mas, pra mim, ele daria ótimas aulas de psicologia) que aprendi que pessoas usam as emoções, apesar de a maioria ainda acreditar ser racional demais. Inclusive eu.

Aprendi com os relacionamentos dos outros (eu amo ouvir detalhes do que acontecem nos namoros) que se deve preservar o amor. Se você ama alguém, então saiba dosar. Sempre ouvi da boca do meu pai que tudo em exagero faz mal. E, minha gente, acreditem: faz mal mesmo. Se você gosta muito de estar do lado de alguém, então faça ele (ou ela) sentir saudades de você. É natural. É humano. Eu amo sentir isso. E amo mais ainda saber que tem alguém que também sente isso por mim.

Se você sufocou* alguém (ou alguém está sufocando você), sente pra uma conversa e vejam o que tá acontecendo de errado. Um amor é amor. E você só tem uma vez. Não deixem de acreditar nisso, porque ele realmente existe. Muita gente vai contar ladainhas e histórias tristes pra que você se sinta mal e medo de tudo que aconteceu com eles. Medo de que aconteça com você também. É normal.

E, ainda sim, se me perguntarem o que é o amor, eu não saberei dizer. A maioria vai mesmo rir da minha cara e dizer que é bobagem. E sabe de uma coisa? Não estou nem aí para o que me disserem. Já apontaram o dedo na minha cara e disseram que eu não seria capaz, quando, na verdade, só ouço palavras boas e positivas ao meu respeito. Então, viva. E esqueça os outros. Como diz Leoni "os outros são os outros e só". E é isso mesmo!

Entenda: o incrível não é só aprender com os próprios erros, é saber entender os erros dos outros para não cometer também.

*sufocar no sentido de passar o tempo todo com essa pessoa. Ao invés de você viver a sua vida, você vive a vida da pessoa.

You May Also Like

0 comentários