O cara quase perfeito

by - setembro 12, 2012



Adoro ler blogs de relacionamentos, mas o que me inspira mesmo são os textos, que vão além de uma simples ideia. Incrível como os textos conseguem traduzir, muitas vezes, o que sentimos, né? E foi numa dessas que eu li, num dos meus blogs favoritos, sobre o cara ideal. Adorei a ideia e não pensei duas vezes: por que não escrever sobre alguém que eu sempre imaginei? Parece tosco, mas só que não.

Se fosse antes, seria tudo diferente. Mas vamos lá! O cara ideal não seria aquele que segura meus livros, enquanto eu desço as escadas. Ou aquele que conta uma piada meio sem graça pra mim. Aliás, sou besta pra rir, mas, nesse caso, eu não consigo rir. Mas eu finjo sorriso, só pra não dar uma de chata. Acho que isso deve ser de mim mesmo. Não faço isso de propósito, acredite!

O cara ideal observaria os detalhes em mim, não precisava ser tudo, apenas uma coisa e outra, mas que demonstrasse interesse de verdade. Sem essa de ir atrás de saber sobre o que eu gosto só pra me conquistar. Quero um cara que tenho um detalhe forte e semelhante comigo. Queria mesmo, na verdade, era andar com ele e não se dar conta de que ele seria o cara ideal pra mim.

Caminhar pela praia de lado a lado, mesmo que não segurasse minha mão. Se a gente conversasse e sorrisse de coisas bobas, já bastava. Mas eu saberia (ok, eu não saberia) que o cara ideal seria você. Não gosto de meios-termos. Não curto "eu te amo" com menos de um mês. Sinceramente? Eu amo escrever, mas odeio palavras. Acredite: eu odeio mesmo. Amo caras que tenham atitude. Atitude de ir atrás e dizer o que realmente querem e pensam.

As pessoas deveriam começar a se importar em demonstrar e esquecer essa droga do "eu te amo". Dane-se! O cara ideal sequer vai abrir a boca pra falar disso, porque sei que tudo isso vai terminar com um sorriso e ele vai fazer algumas brincadeiras bem bestas. Mas sabe de uma coisa? Viver é isso mesmo: ser besta.

Eu gostaria mesmo de ouvir as músicas da viagem abraçada com ele. E até mesmo quando eu estiver cantando (tudo errado), ele vai sorrir e dizer algo do tipo "nossa, como você canta bem" com um tom irônico. E quer saber? Amo mesmo homens que tem o dom da ironia. Só pra me fazer rir.

O cara ideal deveria saber tocar violão. Mas, sinceramente, eu não faço tanta questão assim. A maioria das meninas curtem isso. Eu deveria também, mas seria demais exigir de alguém o que nem mesmo eu tenho, o dom de tocar. Queria mesmo era olhar pra ele e dizer "você não sabe tocar mesmo". E não muito diferente das outras reações, ele iria dizer "você também não".

Muito mais que ter bens materiais, conseguir algo que tanto almejou, é ter alguém que possa estar do seu lado. E mesmo com tantas imperfeições, eu vou saber guardar. Mas só não me peça pra acreditar nas palavras, porque nessa eu não caio. Se você, cara ideal, tem o dom de tocar, eu tenho o dom de escutar as pessoas. E, a maioria delas, costuma dizer: quem diz eu te amo, tão pouco o sente.

Ele não vai saber mexer na câmera semi-profissional que eu acabara de comprar. Na verdade, ele não faz  a mínima ideia das funções, mas ele vai querer pegar pra me ajudar a entender. O cara ideal, na verdade, vai querer saber se estou realmente bem. Na verdade, ele vai querer cuidar de mim. E vai notar, quando eu estiver triste.

Ele não é loiro, alto e dos olhos claros. Ele não faz a mínima ideia do que é ter um blog, mas me apoia porque sabe que eu amo. Na verdade, ele vai procurar saber o que acontece por aqui. Mesmo que eu não comente nada a respeito do blog, ele vai ler o que eu escrevo e me admirar por isso. Ele vai me procurar. Porque, sinceramente, cara ideal, eu cansei de te procurar.

Como seria o seu cara ideal? Tocar violão, piano ou canta? Que tipo de atitude você acha importante para que um relacionamento dê certo? Compartilhe as suas ideias aqui com a gente. Se der, crie um texto, que a gente publica aqui. Só não esqueça de colocar as redes sociais, como facebook, twitter ou blog. Quem curtiu a ideia?

You May Also Like

3 comentários

  1. Karine, acho que você descreveu um cara ideal para todas as garotas do mundo né? haha. Eu fiz um post parecido a algum tempo. Se você quiser ver: http://semllimittes.blogspot.com.br/2012/05/v-o-c-e.html

    ResponderExcluir
  2. não sei qual seria o cara perfeito, mas ele devia gostar de mim desse jeitinho todo meu, bobo e atrapalhado. Ele devia rir das minhas besteiras e dizer que não foi engraçado, cantar aquela música que eu odeio só pra me pertubar, gostar tanto de futebol como eu pra gente não perder uma partida, ser companheiro como um amigo, bobo como um irmão,me ajudar como uma mãe e ser sincero com um pai, me ajudar com física e matemática e insistir em ter uma quadra na nossa casa pra gente praticar nosso esporte favorito, ele devia ser mais alto que eu pra me chamar de pequena e ter um olhar misterioso só pra perguntar o que ele quer me dizer, me abraçar sem eu pedir e gostar de ler ou ouvir rock comigo toda terça-feira, encostar sua cabeça no meu ombro e dizer que sente muito por ter demorado tanto pra me conhecer.

    naoseavexe

    ResponderExcluir
  3. AWN! Que fofura, viu Paulina? Me identifiquei muito com a parte do rock. Sinceramente, os garotos rockeiros são os mais fofos possíveis. Que contraditório, né? :D

    ResponderExcluir