Literatura na internet: Holy Fool

by - novembro 25, 2012



 Vocês sabem como eu sou apaixonada por literatura e todo este mundo literário, mesmo que seja fora dos livros (e não é à toa que eu escrevo sobre literatura aqui). A internet se tornou uma grande ferramenta para lançar novos escritores, um exemplo disso são os milhões de blogs espalhados pela rede. Mas hoje eu trago uma indicação um tanto diferente por aqui, uma fanfic.

Há algum tempo eu conheci uma história mais-do-que-incrível na internet. A amiga da minha irmã falou para ela de uma tal Holy Fool e, se não é de se imaginar, eu, geminiana curiosa, tive que ver sobre o que ela estava falando. Nascia então a minha paixão pela fic Holy Fool e toda a sua história incrível da cabeça aos pés, ops... Do primeiro capítulo até a última atualização.

Com uma história de tirar o fôlego que até hoje eu tento absorver tudo que li durante a fic, nada melhor do que usar alguns trechos do depoimento da Isabela Deville, autora de Chefe, se é que ela permite, sobre  Holy Fool e Carpe Noctem. Não existe descrição melhor da história criada pela Maureen.

Imagine se, algum dia, você tivesse que sair sem sua casual máscara? Aquilo que você mostra pra sociedade, aquilo que você quer que os outros achem que você é. É um ponto a pensar. Se você não tivesse um público para apresentar sua perfeita encenação sobre si mesmo, continuaria a encenar?

Daniel Langdon - filho do pastor bonito de doer os olhos, misterioso e óbvio ao mesmo tempo - é um dos poucos a saber a verdadeira face de Amelie Dawson. São dois personagens de mundos diferentes e com motivos também bem distintos para se aproximar. Amelie sente um misto de atração e repulsa pelo garoto, confusa sobre quem ele é e quais realmente são suas intenções. Daniel, no entanto, esconde na sua face bonita e corpo incrível um segredo que vai além das aparências.

Quando comecei a ler Holy Fool, a fic que inspira Carpe Noctem, fiquei completamente admirada e faminta para ler mais e saber no que aquilo ia dar. Eram dois opostos, gente. Opostos completos. Ela, a falsa rebelde, e ele, o falso good guy. Ambos usando máscaras contrárias a sua verdadeira índole. E tantas perguntas eu fiz a mim mesma: Por que ele está atrás dela? O que ele sabe que ela não sabe? Por que ela odeia tanto a família ‘nova’? Por que ele se desvirtuou dos caminhos do pai? E quem era aquele ‘melhor amigo’? Ah! Tantas perguntas! E se eu ao menos soubesse que elas seriam respondidas com tanta firmeza e beleza... Acho que provavelmente teria dado gritinhos lendo. Mentira, eu nem sabia que a fic seria tão genial e já dava gritinho e batia no teclado.

E então, depois de uma demonstração incrível de escrita exímia, roteiro digníssimo e gosto musical inigualável, Emme Heinrich resolve escrever Carpe Noctem (livro inspirado em Holy Fool). Aproveitem a noite, em latim.

Para quem quiser ler a fic basta clicar neste link(ou em qualquer outro desde post) e se deliciar. Depois não esqueçam de me contar o que acharam.

Alguém já conhecia a fanfic Holy Fool? Vai ler? Me contem!

You May Also Like

2 comentários

  1. Oi, você tem acesso a essa fanfic offline? Em pdf, por exemplo. A autora retirou a fanfic das plataformas na internet. :(

    ResponderExcluir
  2. alguém tem a fanfic salva e pode enviar?

    ResponderExcluir