Sobre escolhas

by - dezembro 27, 2012

viajar

Viajar. Tenho um problema seríssimo comigo mesma: sou indecisa. Sempre que me perco em alguns desses caminhos, acho que vou me encontrar em algum momento. E acredite: quanto mais eu caminho sem direção, mais eu tenho a certeza de que acabo trilhando o caminho errado. É como o professor dizia: não fazer escolhas é também fazer uma escolha. E foi aí que eu me enganei.

Não é questão de tempo, não. É questão das vírgulas que eu tento atropelar ou dos pontos finais que talvez eu deveria dar. Mas que a minha fraqueza, eu sei que por dentro eu sou bem assim, insiste as vezes em me perseguir. Mas já faz um tempo que isso não acontecia comigo. Digo: a fraqueza só me pega de vez em quando. Seja nas palavras, nos gestos ou até mesmo no silêncio.

Eu me silencio quando não me sinto a vontade pra falar qualquer coisa que seja. E por mais que a situação esteja tudo bem (ou pelo menos aparentemente), eu não sei. Enfim, de tudo a única certeza que posso ter é que a escolha pra mim ainda é algo que eu temo.

E de vez em quando, eu penso que ao invés de escolher eu poderia fugir. Não é loucura, não. Mas, ainda que eu precise, viajar tem se tornado uma das maiores fugas, mesmo que mentalmente. Ou sei lá, vai saber.

You May Also Like

0 comentários