Malaxofobia: medo de amar.

by - abril 06, 2013

garota - frio - medo

Eu poderia jurar que não tinha medo de nada, mas de tanto levar meu coração de água a baixo, decidi não mais amar. As pessoas fingem ser bondosas o tempo todo e jogam fora o que a gente entregou por bem, o nosso pobre coração. Ele nem tem culpa de nada, mas eu tive, eu tenho. Por ser bondosa demais: o problema está aqui. Tão perto de mim e tão longe de você.

Agora deu. Deu o fim mesmo. Porque eu deletei todo passado: pessoas foram embora sem se despedir, cartas ficaram pra lembrar memórias, músicas se transformaram em canções de lembranças-pedindo-pra-voltar. E que se dane. Não quero mais caras que sabem tocar violão e muito menos aqueles que tentam. Porque sei que eles fingem só pra conquistar alguém que, no final, vai ser um tanto faz pra ele.

Adeus. Não quero palavras e promessas jogadas no fundo do baú. Ultimamente tenho rasgado e cortado todas essas promessas: tipo lembranças que poderiam ser lindas, mas, cara, hoje não acredito mais nessa história de amor. Parece mais uma ladainha tentando reinventar as pessoas no dia-a-dia.

E antes que alguém tente me convencer disto, eu vou rasgar meu coração também. Sabe quando ele se torna algo cinza de tanto desacreditar nessa velha história de amor? Pois é. Ele está se tornando algo frio e sombrio por dentro. Mas isso é porque vários babacas me tiraram do sério. E de linha também.

Mas que seja.

Só por hoje parei de amar. Só por hoje criei medo do amor. Só por hoje.

post-feito-pela-karine-clessia

You May Also Like

2 comentários

  1. Essa coisa de malaxofobia termina sendo real :/ Lindo texto!

    ResponderExcluir
  2. É o que acontece comigo. :~ Depois de umas coisas ruins que acontecem em nossa vida, a gente passa a ter mais medo das coisas e dos sentimentos, inclusive o de amar. Que triste isso.

    ResponderExcluir