Amar, um verbo confundido

by - agosto 06, 2013

casal

De uns tempos pra cá, tenho notado que eu costumava errar muito quando falava de amor, sabe? Achava que só por estar sofrendo, isso já seria amor. O que eu pensava mesmo era que as impossibilidades de acontecer me transformassem por completo. Naquela época de colégio, eu não ligava muito pra isso. Eu queria mesmo era agarrar a oportunidade de poder quebrar o gelo com uma pessoa que eu jurava ser de verdade.

Dizia ser um cara bem mais velho. Acho que devia ter uns 20 e poucos anos. Parecia maduro e cabeça feita. E aquilo me fascinava. Era muito bom poder contar com alguém "de verdade". Um alguém que eu pudesse confiar, sabe? Naquela época eu não tinha amigos de verdade pra contar detalhes da minha vida. Sinceramente? Não me arrependo de ter confiado alguém de fora. Alguém que, até então, era desconhecido pra mim. Mas, claro, não bastaram duas palavras pra eu me apegar. Ah, guria. Como eu era bobinha. Achava que amar eram palavras lindas perto do ouvido. Ou até mesmo sofrer depois de vários pontapés na bunda.

Eu me confundi. Pensei que amar fosse aquela dor, sabe? Quando alguém te belisca bem forte e aí você dá um grito. Mas não era. E não é. Amar é quando você sabe os defeitos da pessoa e, ainda sim, tenta decifrá-los. É conversar com ele e saber que ele não é mais que você e nem você é mais que ele: vocês são dois em conjunto e apenas um de coração. É saber que ele pode sim errar, mas você sabe perdoar. E você também pode errar, porque a gente sabe, no fundo, que ele perdoa. É evitar ser grossa pra não magoar a outra pessoa.

É tentar aprender a cozinhar, porque sabe que vai arrancar um sorriso dele. É ver que ele poderia ter desistido de tudo, mas não, preferiu persistir. É saber que no seu aniversário ele vai te dar um presentão, mesmo sem poder gastar muito. Lindo mesmo é saber que ele se encanta nos mínimos detalhes. É quando ele quer te dar um abraço super apertado e te dá beijos de boa noite.

leia todos os posts da karine clessia

You May Also Like

6 comentários

  1. Amar é tanta coisa ao mesmo tempo...É compreender,ouvir,chamar a atenção quando necessário,falar quando tem alguma coisa errada e é até nem ter mais palavras para decifrar.Acredito que Amar significa a descoberta e a procura da liberdade,se permitir amar os outros e se permitir deixar ser amada.É tanta coisa que as vezes nos confundimos e acreditamos que só sofrer é que é amar.
    Guria linda,poetisa que toca músicas quando escreve...Adoro seus textos<3

    ResponderExcluir
  2. Karine Clessia08 agosto, 2013

    Tenha minha inspiração. <3 Obrigada, prima linda.

    ResponderExcluir
  3. Texto lindo,amei.
    Escreve muito bem!!
    bjoss
    http://depoisgarota.com

    ResponderExcluir
  4. Karine Clessia14 agosto, 2013

    Obrigadaa *-*

    ResponderExcluir