Os Filmes e Eu

by - setembro 03, 2013



Oi, meu nome é Bruna, tenho 18 anos e escrevo pra vocês aqui toda semana sobre cinema. Prazer.

Eu comecei a fazer posts aqui faz pouco tempo - acho que sou a caçula da família - e percebi que nunca me apresentei pra vocês, nunca contei minha história, nem o porquê de eu gostar tanto de filmes. Me desculpem por isso, vou tentar consertar as coisas.

Eu nasci loira do olho azul, cresci e os dois (cabelo e olho) escureceram, mancada, eu sei, mas fazer o que? Nasci em Guarulhos - SP e morei lá até uns anos atrás (vim pra Piracicaba, no interior, mas isso é assunto pra outro post). Sempre fui uma criança bem doentinha, meio magrela e bastante faladeira. Eu morava num condomínio gigante, num lugar não muito bom, então eu não saia muito, não brincava com as outras crianças e acabei encontrando um amigo e passatempo nos filmes.

Lembro como se fosse hoje, apesar de ter uns 2 anos na época, meu pai voltou do trabalho com uma fita VHS na mão. Era "Branca de Neve e os Sete Anões": o primeiro filme em technocolor da Disney, uma obra-prima de 1937 e  meu primeiro amor. Acho que vi esse filme todas as noites até meu pai aparecer com filmes novos. E foi assim que a minha paixão começou: A Bela Adormecida, A Bela e a Fera, Mulan... Tanto que até hoje, não tem um filme da Disney que eu não saiba pelo menos uma música (a louca da disney).

Quando os filmes que não eram de animação entraram na minha vida, eu achava que alguém filmava a vida das pessoas e que tudo que passava na minha tv era verdadeira. Essa ilusão durou mais tempo do que eu gostaria de admitir. Só fui descobrir que filmes eram fabricados quando a internet entrou na minha vida e eu pude pesquisar.

E foi ai que eu tive uma overdose de informação sobre cinema e, ao invés de ficar #chateada por descobrir que nada daquilo era real, eu fiquei fascinada com esse universo novo: atores, diretores, roteiristas, óscar, fotografia...

Bom, nem preciso dizer que até hoje adoro o assunto, não é? Minha coisa favorita de se fazer é deitar no sofá e ver um filme, seja ele de 1937 ou 2013, com ou sem efeitos especiais, eu adoro ver histórias, ver vidas inteiras transcorrer dentro de 2 horas e dentro de uma tela. Amo ver realidades paralelas, como o mundo vivia há 300 anos ou como vai viver daqui mais 300.

Enfim, gente, essa é a minha história, espero que tenham gostado e, se tiverem uma para compartilhar, deixem nos comentários, vou adorar ler :D Beijos e até terça que vem.

Você me encontra no Twitter - Tumblr - Blog


 

post feito pela bruna

You May Also Like

0 comentários