Resenha: O Grande Gatsby

by - abril 12, 2014

gatsby

Quem é fã de clássicos provavelmente já leu O Grande Gatsby, mas, para mim, foi a primeira experiência com um clássico como este. Movida pela curiosidade após o lançamento do filme, o qual eu me apaixonei pelo elenco e pelo figurino, e querendo poder assisti-lo logo (e porque tava na promoção e era hardcover e não se pode perder uma oportunidade dessas!), comprei o livro.

A obra-prima de Scott Fitzgerald, narra a história de amor de Jay Gatsby e Daisy. Ela, uma bela jovem de Lousville e ele, um oficial da marinha no início de carreira. Apesar da grande paixão, Daisy se casa com o insensível, mas extremamente rico, Tom Buchanan. Com o fim da guerra, Gatsby se dedica cegamente a enriquecer para reconquistar Daisy. Já milionário, ele compra uma mansão vizinha à de sua amada em Long Island, promove grandes festas e aguarda, certo de que ela vai aparecer. A história é contada por um espectador que não participa propriamente do que acontece - Nick Carraway. Nick aluga uma casinha modesta ao lado da mansão do Gatsby, observa e expõe os fatos sem compreender bem aquele mundo de extravagância, riqueza e tragédia iminente.

O Grande Gatsby não é um livro extenso e sim curto e de fácil entendimento graças as novas edições que adaptam a obra para uma linguagem mais atual (o livro fui publicado em 1925). É bem narrado e mostra uma ponto de vista diferente do que estamos acostumados, a história é contada por um personagem coadjuvante, que tem uma visão diferente dos protagonista. Apresentando assim a história de uma maneira diferente que nos encanta pela originalidade.

Um dos palcos da história são as glamourosas festas dadas por Gatsby, que era aceito mesmo quando havia boatos ruim sobre ele pelo simples fato de dar estas festas. Ninguém realmente se importava com o anfitrião, bastava ter um taça na mão e música no salão para todos o amarem. Enquanto Nick, apesar de idolatrar ricos e o glamour da época, não se conformava com o materialismo desenfreado de muitos.

E isso foi um ponto que Fitzgerald soube trabalhar, a construção dos personagens. Gatsby que é tão apaixonado, desejando o amor de verão e querendo tê-lo por toda a vida, não se importando com o dinheiro que tinha, mas sim em conquistar a mulher amada. Daisy, a qual eu nutro um ódio, com uma personalidade inconstante e misteriosa. E Nick que ajuda a juntar Daisy e Gatsby, entende como ninguém o seu vizinho, apesar de não compreender o mundo dele.

Mas nem tudo é um mar de rosas e o desfecho do livro deixou a desejar. O final traz uma tragédia que me surpreendeu, porém faltou serem fechadas algumas lacunas da história. E eu odeio quando o livro acaba e ainda há algumas coisas que gostaria de saber, e não há continuação do livro! O que eu mais de saber é o que aconteceu com a Daisy.

A minha edição é a hardcover e bilíngue da editora Landmark.

Vocês já leram O Grande Gatsby? O que acharam da resenha? Me contem!

Foto: Karine Monteiro

leia todos dekarine monteiro

You May Also Like

3 comentários

  1. Eu já não gosto de clássicos acredito porque nunca li um..
    Super antigo,nem sabia da data dele e amei saber mais..
    Vou ver se ganho ele *-*

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha,sempre tive curiosidade para ler esse livro ouço muita gente falando dele e sempre bem mas me desanimou saber que o livro não tem um bom desfecho.Estou um pouco traumatizada com livros assim,que acabam sem explicar tudo rsrs.Beijos
    Orquídea Negra

    ResponderExcluir
  3. Infelizmenet não li o livro, tentei ver o filme, adorei também o figurinho e a história central em si, mas ele tinha muita enrolação e acabou ficando cansaivo, apesar o cenário incrível de todas as cenas!

    ResponderExcluir