Livro: A Culpa é das Estrelas

by - fevereiro 20, 2013

livro-a-culpa-é-das-estrelas Antes de começar a ler essa resenha e sequer cogitar em pensar em ler esse livro, pegue uma caixa de lenços caso tenha o coração muito mole, mas muito mole mesmo. É com leveza e simplicidade que John Green retrata a história de uma adolescente com câncer. Em A Culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas. Hazel Grace é uma garota de dezesseis anos que faz faculdade e tenta levar a vida como se fosse uma adolescente comum. Porém a garota não tem muitos amigos e seus pais acreditam que ela não consegue lidar com a sua situação sozinha. Os seus pais decidem que ela deve frequentar um grupo de apoio composto por pessoas como ela. Hazel não gostava da ideia de participar do grupo, mas também não suportava magoar os pais. Ela passa a frequentar o grupo, ouvindo sempre a mesma história de como o Patrick perdeu as bolas, sempre a mesma história e blábláblá. Entretanto, em um belo dia ela conhece Augustus Waters no grupo de apoio. É a partir daí que a história de Hazel muda completamente. Gus - assim como os íntimos o chamam - é um garoto bonito, sedutor e cheio de filosofias. É impossível não se apaixonar por ele desde a primeira cena. O garoto que deseja deixar uma marca no mundo, que deseja ser lembrado após a sua morte. Ele é o responsável por desenvolver um sentimento que Hazel nunca havia sentido. Juntos que eles se envolvem em um romance que é vivido no "agora", pois o "futuro" para quem tem câncer é incerto. John Green conseguiu me conquistar por escrever sobre um assunto muito delicado com leveza e bom humor. É um livro que te fará sorrir nas primeiras páginas e chorar nas últimas, mas você só irá chorar se tiver um coração muito mole ou se apegar muito aos personagens. E confesso que este é um ponto que me desapontou. Eu imaginei que o impacto "da morte" seriam maiores e me faria chorar horrores, assim como chorei em "A Última Música", mas eu não consegui chorar. Eu só falei: ok, vamos continuar a ler. Entretanto, caro leitor, pode ser que você chore, porque confesso: às vezes o meu coração é meu frio. A personagem principal não me cativou muito no começo e só quando o Gus apareceu ela começou a se tornar uma pessoa melhor. Se John Green gostaria que sentíssemos pena da situação dela e por este motivo gostássemos da mesma como um dos "privilégios do câncer", querido, não foi uma boa ideia. Porém o amor é a cura de tudo, ou quase tudo, e Hazel conseguiu me cativar depois de um tempo. Um ponto que me fez não gostar muito do livro foi o fato deles não viverem realmente como se fosse o último deles. Eu sei que a doença atrapalha na hora de viver plenamente, mas existem pequenos detalhes que podem ser especiais. Eu sou o tipo de pessoa que gosta de seguir os sonhos e viver conforme os sentimentos. E eu não consegui enxergar isso nos personagens. O romance contido me deu um pouco nos nervos, porque se você está morrendo e está apaixonada por alguém, é normal ter aquele amor desesperado e intenso. Eu acabei sentindo que eles estavam deixando o que sentiam para amanhã como se eles já não fossem pacientes terminais. O humor negro que John Green adicionou nos momentos mais críticos do câncer, o que faz esse livro diferente dos outros que falam do mesmo assunto. Além disso os personagens não ficam a maior parte do tempo reclamando da sua situação e blábláblá. O que torna o livro beeeeem melhor. A Culpa é das Estrelas é leve e apresenta um vocabulário fácil. Ele nos faz refletir sobre a vida e sobre a morte. É ótimo para nos ajudar a dar aquela engrenada para realizar os nossos sonhos, porque nunca sabemos o que pode acontecer. Vocês já leram 'A Culpa é das Estrelas'? O que acharam? Ficaram com vontade de ler? Me contem tudo! post-feito-karine-monteiro

You May Also Like

0 comentários